3 de fev de 2009

De Santa Cruz até Sucre

Bom, primeiro eu gostaria de explicar que as fotos realmente náo estáo aqui. Até gostaria que estivessem, e tínhamos até programado onde colocar tal e qual... O caso é que deu pane no cartáo de memória da máquina e elas náo estáo mais disponíveis para nós. Paciência. O Frank disse que pode arrumar depois, eu acredito. Por agora estamos sem fotos.
 
Notícias dos últimos dias:
Domingo chegamos de madrugadinha à Santa Cruz. De pronto foi aquele tour pelos hotéis próximos da rodoviária em busca de um lugar razoável tanto nas acomodaçóes quanto no preço. Náo demoramos muito para encontrar vagas numa pousadinha muito charmosinha, com uns cinco andares, um menor do que o outro, dando uma aparência assim de um estilo japonês, além disso, mais charme se encontrava na pintura, toda colorida com tons vibrantes de amarelos, vermelho, verde e mais cores... náo bastando isso ainda tinha muitas janelas, janelas compridas. Sou uma completa ignorante em arquitetura, mas pelo tanto de janelas grandes que já vimos desde que chegamos, ouso imaginar ser um estilo espanhol. É bonito.
 
[caberia uma foto da pousada aqui, mas náo tiramos, ficou só na imaginaçáo]
 
Neste mesmo dia descansamos um pouco e mais tarde seguimos para o centro. Lá a linda igreja gótica que já comentei. Outras construçóes belíssimas também. Comemos coisas muito gostosas, sorvetes bons, um jantar maravilhoso. Depois fomos ao shopping, já era quase noite. Ah, a gente é bocó, nunca tínhamos assistidos a um filme em 3D. Assistimos entáo um desenho animado. Foi táo legal! Muito divertido, ríamos como crianças. Pra completar a noite fomos a uma loja de máquinas de jogos, sabe? Ah, assim sim, foi muitgo divertido! Somos péssimos, mas nos divertimos tanto!!! Aqueles jogos de esquiar, de matar bandido, de fazer corrida de bicicleta, rs. O dia acabou assim, fomos dormir mortos de cansados.
 
Na terça já estávamos com a passagem comprada para ir até Sucre. O dia foi um pouco corrido, fomos até o mercado da cidade onde se vende absolutamente de tudo. As comidas sáo um pouco estranhas, me assustam um pouco. É tudo um tanto quanto insalubre também, mas totalmente suportável. Compramos umas coisas no mercado, lá a busca maior foi por uma ultra-mega-marter câmera filmadora digital, pra Angelica. Ainda náo conseguimos comprar "camera ideal", mas está nos planos. Às 17hrs embarcamos rumo a Sucre. Sucre é uma cidade maravilhosa. Eu moraria aqui. Chegamos aqui às 9 da manhá, logo encontramos um hotelzinho bem aconchegante com um quarto bem confortável. Mas sobre quarta feira eu escrevo num próximo post. Ah, em Santa Cruz tudo é mais caro e a cidade tem um trânsito caótico.
 
Por agora é isso.
Até breve.

3 comentários:

  1. Oi minha filha e genro maravilhosos!
    Mal sairam e a saudade já é grande.
    tenho sonhado com vcs e sempre os sonhos são bons e estão muito felizes, certamente é pela confiança que tenho em Deus e em vocês, pois sei que são dois garotos fantásticos, lamento nossos momentos pouco aproveitados nestas férias... Graças a Deus somos felizes para permitir a presença de momentos infelizesem nossas vidas, não é?
    Fiz exames cardiológicos com um médico muito bom de J-Paraná, ele tem dois filhos estudando medicina na Católica de Santa Cruz e é Israelita há oito anos aqui no Brasil, ele acha a Bolívia um país lindo e sem bandidagem e a medicina muito boa, palavras dele, assistiu aulas pra colocar os filhos lá, nos convidou para visitá-los em seu ap em Santa Cruz, pena já terem passado por lá.
    Muitos beijos e que Deus os guiem e abençoem,
    MAMÃE

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir